13 de dez de 2009

Por que a mídia silencia o atentado a bomba à professora de São Gonçalo?

O atentado a bomba a uma professora de São Gonçalo em 8 de dezembro de 2009 não gerou quase nenhuma cobertura na mídia. Segue a carta mandada ao jornal "O Globo" e ao "Observatório de Imprensa" questionando a não cobertura do assunto. Nenhum dos dois órgãos respondeu!


Carta enviada ao Observatório da Imprensa e ao Jornal O Globo:

Caros Senhores,

Na última terça, 8 de dezembro, um professora de português da Escola Estadual Desembargador Ferreira Pinto, em São Gonçalo, foi atingida por uma bomba caseira posta em sua bolsa por alunos do Ensino Fundamental noturno.

Nenhuma nota saiu na grande imprensa. Nenhum comentário, nada! O único órgão de imprensa a cobrir o fato foi um jornal local, nas páginas policiais .

Há muito os professores se sentem alvo de ataque por parte da grande mídia, geralmente inspirada pelos projetos e análises propostos pelo Banco Mundial e setores neoliberais da sociedade. Mas não é só o ataque que nos fere. O é também a invisibilidade! O desmantelamento da educação e a desmoralização das escolas, têm levado os professores à situações cada vez mais freqüentes de choque e perigo. Mas nada é anuciado, quase nada é investigado. Será que a grande mídia pretende abafar a realidade  da sala de aula até que esta definitivamente morra?

Seguem abaixo os links das notícias postadas no site "O São Gonçalo":

"Alunos tentam matar professora do Estado"
http://fwd4.me/8AQ

"Diretora seria alvo do ataquer à bomba em S.Gonçalo"
http://fwd4.me/8AP

Nenhum comentário:

Postar um comentário